Protetores faciais IPElab UFG

UFG atinge a marca de 3 mil protetores faciais entregues

Criada em 17/04/20 15:03. Atualizada em 17/04/20 19:59.

IPElab busca parcerias para ampliar produção e atender às instituições que atuam no enfrentamento à Covid-19

O IPElab UFG já conseguiu fabricar e entregar 3 mil protetores faciais para instituições de saúde que estão atuando no tratamento de infectados pela Covid-19. A Universidade tem recebido o apoio para a fabricação dos protetores de instituições tais como, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg), Fundação de Apoio à Pesquisa (Funape), Instituto Federal de Goiás (IFG), Instituto Federal Goiano (IFGoiano), Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), Rotary International - Distrito 4530, além de doações de empresas, como Plastfour Embalagens, Azul Cargo, Cicopal, Abinfer, e de pessoas físicas, como a “vaquinha” organizada por Tomaz Aquino, Fabíola Ariadne e Danielle Andrade.

Esses protetores faciais foram entregues a instituições da rede federal de saúde, como o Hospital das Clínicas UFG; da rede estadual, como o Hospital de Campanha, Hospital Estadual de Urgências da Região Noroeste de Goiânia (Hugol), Hospital Alberto Rassi (HGG), Hospital Estadual de Urgências de Goiânia (Hugo), Hospital de Doenças Tropicais (HDT), Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia (Huapa), Hospital de Urgências de Trindade (Hutrin) e Materno Infantil; e da rede municipal, como Maternidade Oeste, CAIS da Vila Nova, Amendoeiras e Novo mundo e Gerência de Saúde Bucal. Instituições conveniadas com o SUS, como Hospital Araújo Jorge e Santa Casa de Misericórdia, também receberam protetores, além de outras entidades como Corpo de Bombeiros Militar, Serviço Odontológico da Polícia Militar e Companhia Saneamento de Goiás (Saneago).

Protetores faciais desenvolvidos e produzidos pelo IPElab UFG

Em março, o IPElab da UFG lançou uma campanha convidando quem dispõe de impressora 3D e de materiais para produção a colaborar com a fabricação de protetores faciais. Aproximadamente 1200 suportes impressos foram fabricados pelos voluntários. Os interessados em contribuir podem se cadastrar como voluntários e receber orientações por meio deste link.

A instituição, por meio do IPElab, continua recebendo doações de materiais para a fabricação dos protetores faciais, tais como, chapas de acetato ou PETG, elásticos, filamento para impressão 3D, entre outros. “Existe uma demanda muito grande e, hoje, nossa capacidade de produção é de aproximadamente 300 unidades por dia. Temos um desafio contínuo de buscar a ampliação da quantidade de protetores faciais para tentar suprir ao máximo a crescente demanda”, afirma o diretor do Parque Tecnológico Samambaia da UFG, Luizmar Adriano Júnior. A Universidade está buscando parcerias para garantir os insumos necessários e para acelerar a fabricação dos protetores faciais.

A equipe envolvida no desenvolvimento e produção dos protetores é composta pelo diretor do Parque, Luizmar Adriano, o coordenador do IPElab, professor Pedro Henrique Gonçalves, e o estudante de Física da UFG, Daniel Silva Guimarães. Também participam David Willyan Pereira Gomides, Francielle Rodrigues da Silva, Vitor Alves Gameleira, Hannah Larissa Siqueira Matos Pimentel, Flávia Gomes de Souza e Karolina de Oliveira Gonçalves Borges, todos da equipe do Centro Regional para o Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (CRTI).

Para acompanhar novas informações sobre a iniciativa, siga o perfil @ipe.lab.ufg no Instagram. Caso tenha interesse em saber como fazer doações ou contribuir com o desenvolvimento e produção de protetores faciais, ligue para 62 3521-2622 ou entre em contato pelo e-mail ipelab@ufg.br.

Categorias: NOTÍCIAS IPE lab covid-19